Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O CENÁCULO

Escrutinando Eça.

O CENÁCULO

Escrutinando Eça.


18.05.16

Desandas nos jornais! Corneta do Diabo vs A Voz do Distrito

por Nes.

Desengane-se quem pensa que a falta de princípios no jornalismo, a deturpação da informação, os "Direito de Resposta" e a lavagem de roupa suja são apanágio somente dos tempos actuais. Na obra de Eça a imprensa tem uma presença muito forte - "A Capital", " O Mistério da Estrada de Sintra", entre outros - mas vamos hoje focar a análise em dois livros apenas: "Os Maias" e "O Crime do Padre Amaro". Sendo Eça um escritor satírico, a sua própria experiência profissional passou para os seus livros. A ideia geral que dá é a da existência de jornais devotados a este ou aquele partido, ocupados a escrever elegias a este ou aquele personagem, a anunciar os aniversários, partidas e chegadas. Todavia são também palco de alguns episódios que seria melhor se nunca tivessem acontecido.

 

N' " Os Maias" Ega usa a imprensa para elogiar o amigo Jacob Cohen e conquistar as suas graças - para depois, matreira e alegremente, se servir dessa intimidade para levar a mulher dele para a cama. Este seria um episódio escabroso e insignificante por demais, não? Não! Há pior! Cheguem-se aqui amigos, vou contar-vos umas cusquices. Pois diz que o Carlos da Maia, aquele ricaço que é doutor, anda perdidamente apaixonado por aquela brasileira que cá chegou, a mulher do Castro Gomes. Anda tão maluco que lhe montou casa e tudo! O marido anda fora e aquela Messalina arranjou logo um amante...

daqui.

Pior é que quem também anda perdido daquela cabeça pela mulher é o Dâmaso! Hein? O Dâmaso tem berrado por aí que o Carlos lhe roubou a mulher! Por isso foi ter com um amigo dele, que é o Palma e tem um jornal, e mandou escrever lá tudo o que sabia sobre a mulher! Tudo tudo tudo! Sabem o que ele disse? Que ela não é casada coisa nenhuma com o Castro Gomes, que é uma teúda e mateúda, que é uma prostituta... Tudo isto em letras gordas no jornal, tratando o Carlos por "ora viva sô Maia" O Carlos, está-se bem a ver, mandou-lhe os padrinhos para o desafiar para um duelo... E o Dâmaso que é um cobardolas preferiu escrever-lhe uma carta, a dizer que era um bêbedo, que estava sempre bêbedo, só para fugir à luta... E o Ega ficou com a carta. Pobre Dâmaso! Mal sabia ele que o Ega estava atento... E quando o Dâmaso se atreveu a tentar seduzir Raquel Cohen, Ega fez o quê? Publicou a carta num jornal...

daqui.

Assim vemos como a imprensa era um enorme alguidar onde se lavavam as injúrias, em detrimento dos tribunais, incumprindo assim a nobre missão de informar. Saltemos para "O Crime do Padre Amaro", onde o protagonista quer uma coisa muito simples - Amélia. Não pondera o seu juramento celibatário, não pensa no noivado desta com João Eduardo. Quer a rapariga e ponto final. Pois João Eduardo, o noivo, apercebendo-se do assalto que é feito ao seu compromisso e tranquilidade doméstica, quer agir. Mas como? Amélia e a mãe vivem dos favores dos padres - a mãe é amante do cónego Dias e vive do dinheiro que ele lhes dá, o padre Amaro paga a hospedagem lá. João Eduardo é um rapaz tranquilo e pacato, mas os ciúmes dilaceram-no. Farto de padres e da sedução a Amélia, escreve no jornal " A Voz do Distrito" um "Comunicado" denunciando as lubricidades das quais é testemunha, anonimamente pois claro? E o que acontece? O clero é reformado? Os padres são castigados? O celibato é repensado? Infelizmente o único a sofrer consequências é o próprio João Eduardo - que ao ser descoberto fica sem trabalho, sem Amélia, sem o respeito da comunidade.

daqui.

O jornalismo actual - "O Crime", o " Correio da Manhã ", ou o extinto " 24 Horas" - salta olimpicamente as barreiras da ética jornalística. Imprecisões, fontes inexistentes, falta de contraditório, parcialidade, clickbaiting, marcam a nossa realidade. Recentemente: foram ou não loucos os exageros linguísticos em torno do Campeonato? Serão suficientemente imparciais os artigos que lemos sobre política, crime e religião? Aqui fica a reflexão.

publicado às 15:04

Mais sobre mim

imagem de perfil

Pesquisar

 

Arquivo

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.